187667269036993

Você não sabe que açúcar ou substituto do açúcar consumir?

March 27, 2018

  1. Stévia:

Considerado adoçante natural, sua planta é capaz de adoçar 300 vezes mais do que o açúcar, também é isenta de calorias, pois o corpo humano não consegue digerir nem metabolizar o composto responsável por dar o sabor doce, assim não obtendo suas calorias. Uma excelente opção para os diabéticos, já que sua ação hipoglicêmica reduz os níveis de glicose no sangue, com seu índice glicêmico igual a zero.

 

   2. Xilitol:

 

Quase 50% menos calórico que o açúcar, este adoçante natural apresenta em cada grama 2,4 calorias. Possui um impacto pequeno na glicemia sanguínea, assim sendo indicado para a prevenção e tratamento da diabetes. Ele também estaria relacionado a uma incidência menor de cáries dentárias, já que é considerado anticariogênico, assim inibindo o crescimento de bactérias e reduzindo a formação de cáries. Por isso é muito encontrado em gomas de mascar, doces de valor energético reduzido, produtos voltados para portadores de diabetes e de higiene oral.
Apesar do nosso copo não ser capaz de metabolizar totalmente este adoçante, ele pode reagir com outros alimentos e com isso acabar causando gases, dores abdominais ou náuseas. A tolerância dessa substância varia de cada pessoa.

 

    3. Açúcar de coco:

 

Considerado um alimento minimamente processado, apresenta quase a mesma quantidade de calorias que o refinado, porém ainda assim, se torna uma boa substituição ao refinado, por conta de seus nutrientes e menor índice glicêmico, o que quer dizer que ele promove uma liberação de energia ao organismo mais lenta, evitando picos de glicose no sangue. Já para os diabéticos, ele deve ser tratado da mesma forma que o refinado, assim não sendo a melhor opção para estes. Dessa forma, seu consumo é liberado desde que não haja nenhuma alergia específica

 

   4. Demerara:

 

Muitos o confundem com o açúcar mascavo por conta da sua coloração e o tamanho de seus grãos. Apesar de ser obtido a partir da cana-de-açúcar igual ao refinado, ele não sofre o processo de refinamento e nem de clarificação, apenas por um leve branqueamento assim fazendo com que seus nutrientes sejam melhores preservados, apresenta calorias semelhantes a este último, mas ainda assim se torna uma opção melhor por conta dos nutrientes presentes como potássio e vitamina B2. Seu poder adoçante é menor, com que faz que seja necessário adicionar um pouco mais do mesmo.

 

   5. Mascavo

 

Sua cor mais escura se dá por conta do melaço da cana que ele não perde, é onde vivem quantidades significativas de minerais, por conta do sabor parecido com o da rapadura, tende não agrada a todos. O que lhe confere características diferentes do refinado é a diferença no processo de industrialização, já que é obtido no cozimento do caldo de cana e, portanto, não passa pelo processo de refinamento, ação que conserva seus valores nutricionais.

Embora sua diferença calórica não seja considerável, só o fato de ele não ter recebido o tratamento químico que o açúcar refinado recebeu já é motivo suficiente para investir na substituição.

Vale também lembrar que ele oferece as mesmas restrições de consumo aos diabéticos.

 

   6. Açúcar orgânico

 

Sua grande vantagem se dá por conta da sua produção, feita sem o uso de nenhum aditivo químico, ou seja, sem agrotóxicos, nitritos e metais pesados. Além disso todos os processos envolvidos na sua fabricação respeitam o meio ambiente. Para encontra-lo basta procurar pelo selo orgânico nas embalagens, ele esclarece a qualidade de todo o processo, assim dando segurança ao consumidor. Nas colorações claras ou douradas, contém mais nutrientes que o refinado, assim se tornando muito mais nutritivo e com o mesmo poder adoçante e calórico.

 

Lembre-se sempre de conversar com seu nutricionista sobre a melhor opção, pois só ele é capaz de fazer a melhor adequação para você.

 

Please reload

Our Recent Posts

September 10, 2018

Please reload

Archive

Please reload

Tags